Pare Agora! Você não tem memória fotográfica.

Se você não é um super dotado, muito provavelmente não tem uma memória fotográfica! Nosso cérebro guarda apenas algumas informações sobre a forma geral para que, quando você ver aquela silhueta, saber identificá-la.

É como se o cérebro apenas gravasse um imagem em baixíssima resolução do que você vê. E assim como um computador, acessar a memória de leitura mais rapidamente.

Sendo assim, como você espera desenhar algo de cabeça? Ou como escrever algo sem anotações previamente estabelecidas?

Por exemplo, antes de escrever uma história poderá criar fichas com descrições detalhadas dos personagens, lugares, etc. Eles devem ter o nível de informação e detalhe necessários para a história. Lugares e personagens mais importantes devem ter mais detalhes em sua descrição.
Durante o ato de escrever, deixe-as facilmente a mão, para uma consulta rápida.

Uma linha de tempo da história ou mesmo um mapa mental é importante para fazer as ligações e não causar contradições durante o desenvolvimento. Tenha a mão referências para suas notas.

Para desenhos, pesquise e crie álbuns com as referências encontradas. Hoje, com a internet isso é muito fácil de fazer.

Se usa o pacote Office ou similar, pode usar o aplicativo de slides para sua coleção de referências. O Notes pode ser muito útil para criar as fichas. Assim, você terá acesso rápido enquanto digita seu texto no WORD. E, se tiver espaço ou lhe agradar mais, use fichas de papel mesmo.

Concluindo, não confie em sua memória, seu cérebro é máquina poderosa, mas é uma máquina que coloca a eficiência acima de qualquer outra coisa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.